Olá pessoal,

Hoje o post da #SemanaGirlPower é sobre aquele livro que nos indicaram de alguma autora feminina, mas que ficamos em dúvida de ler e quando finalmente lemos, a nossa vida se transforma, o queixo cai e definitivamente nos perguntamos o porquê não fizemos isso antes. 

Vamos lá:

1. "O sol é para todos" da Harper Lee
Esse é um dos livros que não pode faltar na sua vida. Todos, sem exceção, deveriam ler esse livro. A história conta a luta de um advogado que tenta defender um homem negro acusado de ter estuprado uma mulher branca. O preconceito e a injustiça é o tema central do livro. Narrado sob a perspectiva de uma criança, Scout, filha do advogado. Um livro que fará você se emocionar, sentir raiva e ao mesmo tempo refletir sobre os acontecimentos que nos acometem dia-a-dia. Uma história antiga e ao mesmo tempo muito atual. 

2. "Passarinha" de Kathryn Erskine
Caitlin enxerga o mundo em preto e branco. E narra de uma forma sútil e ao mesmo tempo angustiante o seu dia-a-dia após uma tragédia acometer sua família. O que sabemos é que a menina apresenta Síndrome de Arperger e terá que transpor barreiras para conseguir lidar com o preconceito e a falta de empatia das pessoas. O livro é de uma sensibilidade surpreendente e ao mesmo tempo cativante e não pode faltar na sua estante. 



3. "Bom dia, Verônica" de Andrea Killmore
Uma das apostas nacionais da Editora DarkSide Books que deu muito certo. Bom dia, Verônica é um daqueles livros que você lê em um piscar de olhos e que não tem como não se revoltar e ao mesmo tempo se condoer com a história. Verônica é uma mulher que nas batalhas do dia-a-dia tenta ajudar tantas outras mulheres e se depara com violência contra mulher e abusos de autoridades. Um livro que você não pode deixar de ler e assim também prestigiar a nossa literatura nacional. Vale a pena. 
Bom Dia, Verônica


4. "Meio Sol Amarelo" de Chimamanda Ngozi Adichie
Esse foi o primeiro contato que tive com a Chimamanda e só posso dizer que foi sensacional. Um livro que retrata uma guerra, a fome, a miséria, a violência contra a mulher e o preconceito. De uma forma não tão leve a autora traz o relato sob ponto de vista de três personagens, nos deixando envolvidos naquele ambiente e no sofrimento de cada um. Eu gostei bastante da leitura, da narrativa da autora e da história. Um livro que vale a pena ler. 

Meio Sol Amarelo


5. "Simon vs A Agenda Homo Sapiens" de Becky Albertalli 
Se você me falasse há alguns anos para ler Simon, a minha resposta para você seria não. Primeiro porque eu não lia Young Adult, segundo porque iria achar a capa estranha e não ia ler de jeito nenhum, mas ainda bem que podemos mudar nossas opiniões, conceitos e forma de ver e viver a vida não é mesmo?!
O livro retrata o dilema de Simon, um adolescente gay, que quer se abrir para a família mas não sabe como, além disso ele fica inseguro sobre os amigos, a escola e o dilema que vai ter que enfrentar se todos souberem da sua opção sexual. Esse tema parece tão clichê, mas de verdade, não é nem um pouco. Lidar com os dilemas da adolescência, os hormônios e ainda por cima ter uma opção sexual diferente dos demais não deve ser nada fácil e a autora aborda de uma forma leve e ao mesmo tempo reflexiva. Eu adorei o livro e por isso ele está nessa lista. Vale muito a pena ler. 
Simon vs. a agenda Homo Sapiens

E aí gostaram?! Não deixe de conferir os outros posts dessa semana super especial. 


Semana Girl Power
Este post faz parte da #SemanaGirlPower realizada em parceria com blogs amigos com o intuito de apresentar trabalhos feitos por mulheres incríveis e dar visibilidade aos talentos femininos em mídias variadas em homenagem ao Dia da Mulher (8 de março). Para conferir o que os outros participantes do projeto estão fazendo, visite os links: Skull Geek - Pipoca Musical - Embarcando na Leitura - Night Phoenix Books


Deixe um comentário