22 de maio de 2017

{Resenha} Quem era ela

Hoje a resenha é sobre o livro "Quem era ela" de JP Delaney.

Eu recebi esse livro no Encontro com Livreiros da Editora Intrínseca e fiquei bem interessada em ler por ser um thriller psicológico. 

Conta a história de duas mulheres que estão passando por um período difícil na vida. Emma sofreu um assalto dentro de sua própria casa e não se sente segura em continuar no mesmo local. Jane está lidando com a perda de sua bebê que nasceu morta e a dor e o luto fazem parte do seu cotidiano. 
Ambas estão em busca de uma casa que lhes dê segurança e ao mesmo tempo aconchego e encontram na Folgate Street, nº 1 tudo isso, só que o que elas não estavam acostumadas é que terão que passar por um processo de seleção e terão que se comprometer com as mais de 200 regras do proprietário da casa para habitá-la. 

O livro é narrado pela antiga moradora da casa Emma e pela atual Jane. Emma é uma mulher bonita, que tenta se reerguer após o assalto em casa e conta com a ajuda do companheiro Simon. O único problema em Emma é que ela tem baixa auto-estima e isso pode prejudicá-la no decorrer da história. 

Jane é uma mulher forte, destemida e que não mede esforços para tentar desvendar o que aconteceu com Emma, apesar de ainda estar em luto pela morte do seu bebê, Jane se vê forte para bancar a detetive, visto que muitas coisas estranhas começam a acontecer com ela. 

O livro é bem instigante, comecei a ler em um dia e três dias depois já estava finalizando, e quem me conhece sabe que sou um pouco lenta nas leituras, mas essa realmente me prendeu. 

O autor acaba fazendo uma trama que nos envolve de tal ponto que chegamos a desconfiar de todos os personagens e o final é muito, mas muito surpreendente. Sério, fiquei de queixo caído quando li, de fato o que aconteceu com Emma e como a Jane chegou a tal solução (tanto para a questão da Emma, quanto para a vida dela que estava bem confusa). 

Gostei das duas personagens apesar de ter algumas ressalvas em relação a narrativa. Não sei se desacostumei com autor homem, mas me incomoda muito o fato de enaltecer o personagem masculino, como colocar que ele é másculo e tals, isso realmente me deixa meio com o pé atrás, mas a leitura acaba te prendendo de tal forma que no final você até esquece. Foi só uma ressalva mesmo. 

Eu adorei o livro, adorei a narrativa, as duas personagens principais e os personagens masculinos, tanto o Edward quanto o Simon, que acabam gerando na trama um suspense ainda maior. 

Se eu tivesse que responder as milhares de perguntas para alugar uma casa, juro para vocês que teria desistido na primeira pergunta rs. Então pessoal, leiam esse livro! Ele é extremamente viciante!


Título: Quem era ela
Autor: JP Donaley
Editora: Intrínseca
Páginas: 336
Sinopse: É preciso responder a uma série de perguntas, passar por um criterioso processo de seleção e se comprometer a seguir inúmeras regras para morar no nº 1 da Folgate Street, uma casa linda e minimalista, obra-prima da arquitetura em Londres. Mas há um preço a se pagar para viver no lugar perfeito. Mesmo em condições tão peculiares, a casa atrai inúmeros interessados, entre eles Jane, uma mulher que, depois de uma terrível perda, busca um ponto de recomeço. 
Jane é incapaz de resistir aos encantos da casa, mas pouco depois de se mudar descobre a morte trágica da inquilina anterior. Há muitos segredos por trás daquelas paredes claras e imaculadas. Com tantas regras a cumprir, tantos fatos estranhos acontecendo ao seu redor e uma sensação constante de estar sendo observada, o que parecia um ambiente tranquilo na verdade se mostra ameaçador.
Enquanto tenta descobrir quem era aquela mulher que habitou o mesmo espaço que o seu, Jane vê sua vida se entrelaçar à da outra garota e sente que precisa se apressar para descobrir a verdade ou corre o risco de ter o mesmo destino. Com um suspense de tirar o fôlego e um clima de tensão do início ao fim, JP Delaney constrói um thriller brilhante repleto de reviravoltas até a última página. Uma história de duplicidade, morte e mentiras.

2 comentários:

  1. Já é a segunda resenha que leio sobre esse livro, e que me fez querer comprá-lo imediatamente. Gostei muito da premissa dele, e o fato de como as histórias se interligam. Já está na minha lista de desejados!

    Um abraço,
    Jéssica Burgos - http://www.clubedofarol.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jéssica, confesso que a leitura é viciante mesmo, leia que não irá se arrepender. Bjs

      Excluir


© Copyright 2017 - Embarcando na Leitura. Todos os direitos reservados