19 de maio de 2024

{Resenha} Testemunha fatal

 Hoje a resenha é sobre o livro "Testemunha fatal" de Robert Bryndza. 

Foto retirada de Arquivo Pessoal

E hoje eu encerro essa saga de 7 livros que contam com uma detetive inspetora chefe um tanto quanto excêntrica e grosseira, mas que faz de tudo para ajudar aqueles que sofreram uma perda ou que estão correndo risco. 

Erika Foster tenta desvendar mais um crime brutal. Ao se mudar para um bairro considerado pacato, se depara, em uma caminhada sem pretensão, em uma cena de um crime brutal em um apartamento há algumas ruas da sua nova residência. 

Vicky Clarke era uma atriz que não conseguia colocação, mas ela também tinha outro talento: podcaster. E ao se deparar com o assédio de meninas em uma faculdade, a nossa atriz não deixou barato e foi tentar investigar, mas Vicky pagou com a vida o que ela achava que seria só mais uma história. 

Erika fica intrigada com a descoberta da jovem e o quanto seu podcast poderia desvendar, ao mesmo tempo em que nenhum indício, nenhuma anotação da jovem é localizada em seu apartamento, o caso fica mais sombrio quando outra jovem é encontrada morta, uma búlgara que tinha muita coisa a esconder e uma vida secreta que ficava escondida. 

Além disso, Erika tem que lidar com o fato de estar morando em uma nova casa, sem colchão ou calefação, o que a faz ficar de muito mal humor. A vida pessoal da nossa detetive dá uma remexida boa, e foi uma grata surpresa o que esse livro está reservando para ela. E não podemos esquecer de Moss, que se torna uma amiga e tanto, além de uma grande detetive e Peterson, que mesmo depois de tantos altos e baixos com a nossa protagonista se torna peça fundamental na vida dela. 

Esse livro tem um desenrolar interessante, diferente dos outros, não dá para desconfiar quem é o assassino, e a cada página uma nova tensão é gerada. Eu confesso que gostei bastante do desenvolvimento desse livro e de como as coisas correram para que Erika conseguisse fazer o seu trabalho da melhor maneira possível. 

A escrita de Robert é impecável, fazia tempo que eu não lia thriller policial com tanto afinco. Li todos os livros muito rápido e já estou me sentindo órfã. Espero que ele traga mais novidades da nossa detetive rabugenta, porque ela é uma personagem que a gente ama e odeia ao mesmo tempo. 

Se você é sensível a cena de crimes e violência, não leia, pois pode gerar gatilhos. 

Os livros não precisam ser lidos na ordem, mas se você o fizer, não vai se arrepender. Leiam, e me contem o que acharam. 

Onde ComprarAmazon

Título: Testemunha fatal
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Páginas: 304

Sinopse: Como encontrar um assassino que destruiu todas as evidências?
A detetive Erika Foster está de volta em mais um caso eletrizante. A aclamada série policial de Robert Bryndza está de volta!
Em sua caminhada noturna pelos arredores de Blackheath, a detetive Erika Foster se depara com o brutal assassinato de Vicky Clarke, uma famosa podcaster de true crime. Ao ser designada para o caso, a detetive descobre que Vicky trabalhava em um novo episódio sobre um predador sexual que ataca jovens estudantes do sul de Londres, vigiando suas vítimas em suas residências antes de invadi-las na calada da noite.
Quando Erika descobre que as anotações e gravações do podcast foram roubadas do apartamento da vítima na hora do assassinato, ela passa a acreditar que Vicky estava prestes a desmascarar o agressor e que foi morta para assegurar sua identidade. O caso ganha uma reviravolta perturbadora quando o corpo de uma jovem estudante búlgara é descoberto no mesmo prédio de Vicky. Assim, Erika passa a questionar tudo o que achava saber sobre a podcaster. Com poucas evidências em mãos, o tempo para encontrar o assassino antes que ele ataque outra vez está ficando cada vez menor.
Fatal Witness é o aguardado e aterrorizante retorno da detetive Erika Foster!

12 de maio de 2024

{Resenha} Segredos Mortais

Hoje a resenha é sobre o livro "Segredos mortais" de Robert Bryndza.

Foto retirada de Arquivo Pessoal

Eu confesso que depois de ler tantos livros da série, fica difícil escolher um só. E esse a história vai ficando tão interessante, que dá até uma dorzinha no peito quando acaba. 

Erika entra em cena novamente quando um corpo de uma jovem é encontrado pela mãe bem na porta de sua casa. Porém, o agravante é que é bem na noite de Natal. A nossa Detetive preferida estava em um momento de folga e acaba passando bem na cena do crime no mesmo momento que um o Detetive John está coletando dados e aí meus amigos, vocês já conhecendo a nossa protagonista, sabe que ela não vai desistir até liderar a investigação. 

A questão é que Erika vai cavoucar um lugar de muito difícil acesso e vai encontrar algumas coisas sinistras. E bem no meio da investigação, a nossa Detetive ainda tem que lidar com questões pessoais, envolvendo o Detetive Peterson e com seu ex-sogro, que vai necessitar de muito apoio no atual quadro de envelhecimento. 

A questão é que a medida que Erika vai tentando traçar os fatos, ainda existe um homem que está atacando pessoas próximos a estações de trem e metrô em Londres, e esses casos podem se entrelaçar. 

Eu confesso que fiquei bem apreensiva na forma como a jovem morreu e mesmo fragilizada, Erika se mantém muito persuasiva e intuitiva nesse caso para buscar o assassino. Além disso, a forma como ela lidou com a situação do ex-sogro, mostra que ela ainda tem um coração capaz de amar e se doar, porque eu confesso que tem vezes que só quero esganá-la. Precisa ser tão grossa e prepotente as vezes? Não, né!

Ainda assim, a escrita do Robert é tão fascinante que deixa você pregada no livro para saber como vai terminar, além disso, o fato de ter capítulos curtos faz com que o avançar das páginas se torne mais rápido. 

Eu sou suspeita de falar dessa série, porque adoro a Erika e toda a sua equipe. Eles são sensações e a maneira como a investigação ocorre até dá vontade de conhecer de fato como é uma polícia mais investigativa. 

Esse é o sexto livro da série, mas o Robert não deixa a desejar e não faz muita diferença se você ler fora da ordem. Eu li o quinto antes do terceiro e do quarto e fiquei mais instigada para ler os outros que "faltavam". 

Eu já virei fã desse autor e vou panfletar todos os livros dele rs, então se você ainda não leu esse, vai ler, porque merece demais um pouco da sua atenção. Agora se você é sensível com descrições de morte e tortura, esse livro não é muito indicado para você. 

Onde ComprarAmazon

Título: Segredos mortais
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Páginas: 288

Sinopse: Em uma manhã gelada de inverno, uma mãe encontra o corpo da filha, encharcado de sangue, jogado na calçada. Quem seria capaz de matar alguém na porta de casa? Após seu último caso, a Detetive Erika Foster se sente fragilizada, mas está determinada a liderar essa nova investigação. Ela começa recolhendo relatos de assaltos que ocorreram no mesmo bairro onde a jovem foi morta. Imediatamente, percebe um detalhe assustador que conecta os crimes: todas as vítimas foram atacadas por um criminoso que usava uma máscara de gás.
Ao buscar mais vestígios dessa estranha descoberta, o caso se torna ainda mais complicado, pois Erika se depara com uma teia de segredos envolvendo a morte da bela jovem. A detetive começa, então, a juntar as pistas, e também se vê forçada a enfrentar memórias dolorosas de seu próprio passado. Erika precisará investigar a fundo e manter o foco para encontrar o assassino. Mas, dessa vez, um dos seus familiares corre perigo.
Segredos Mortais é o último livro da série de thrillers eletrizantes protagonizados pela Detetive Erika Foster. Uma leitura de tirar o fôlego.

5 de maio de 2024

{Resenha} O último suspiro

Hoje a resenha é sobre o livro "O último suspiro" de Robert Bryndza. 

Foto retirada de Arquivo Pessoal

E hoje vou falar sobre o quarto livro da série policial com a Detetive Inspetora Chefe Erika Foster. Quando uma jovem é encontrada em uma caçamba de lixo, Erika fica se questionando o que teria acontecido para que uma mulher tão jovem tenha perdido a vida daquela forma tão brutal. A única questão é que o caso não é da Erika, ela está alocada em uma outra delegacia cuidando de casos burocráticos e por forças do destino acaba conseguindo trabalhar nesse caso. 

Ao mesmo tempo, Erika tem que lidar com a pressão de estar em um caso difícil, de acharem mais um corpo com as mesmas características meses antes e nada ser feito e de não ter uma equipe tão grande, e do seu movimento de se aproximar mais do Peterson.

O caso requer todo o cuidado, pois além de matar as mulheres, o assassino as mantém refém, e é isso que a nossa detetive tenta bloquear quando descobre que essas mulheres ainda sofrem na mão desse assassino antes de matá-las brutalmente. 

O que achei diferente, é que para nós leitores, o assassino já se apresenta na primeira página e conseguimos saber quem é, o que faz e como faz a caçada as vítimas. Uma das críticas nesse livro, com certeza, é o acesso a vida das pessoas através das redes sociais. Afinal, quanto nos expomos e abrimos nossas vidas nas redes, fazendo com que qualquer pessoa tenha acesso? Acho que isso é algo que precisamos pensar seriamente. 

Outro ponto é o fato da Erika já estar mais bem resolvida na vida pessoal, eu gostei bastante que nesse livro ela não fica se martirizando, já estava um pouco cansada daquela mesma conversa. 

Os personagens secundários também dão um show nesse livro. Eu adoro a Moss e o Peterson e acho que eles são um trio de detetives perfeitos. Além disso, tô começando a gostar mais do Médico Perito Isaac Strong, ele pode ser um grande amigo de Erika e ao mesmo tempo um ótimo profissional. 

Não tem como não gostar da escrita do Robert. A cada livro eu acho que ele se supera, ainda não consigo dizer qual de todos foi ou é meu preferido, mas posso dizer que essa série inteira, até aqui, já ganhou um parte importante do meu coração. Então, vocês estão esperando o que para ler?

Onde ComprarAmazon

Título: O último suspiro
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Páginas: 304

SinopseEle é o encontro perfeito. Ela é sua próxima vítima.”
Quando o corpo torturado de uma jovem é encontrado em uma lixeira, com os olhos inchados e as roupas encharcadas de sangue, a Detetive Erika Foster é uma das primeiras a chegar na cena do crime. O problema é que, desta vez, o caso não é dela.
Enquanto luta para garantir seu lugar na equipe de investigação, Erika rapidamente encontra uma ligação desse assassinato com um crime não solucionado de uma jovem quatro meses antes. Jogadas em um local semelhante, as duas mulheres têm feridas idênticas e uma incisão fatal na artéria femoral.
Procurando suas vítimas nas redes sociais a partir de um perfil falso, o assassino ataca jovens bonitas escolhidas aleatoriamente.
Então, uma outra garota é sequestrada… Erika e sua equipe têm que chegar antes que ela se torne a próxima vítima. Mas como a Detetive Foster pegará um assassino que parece não existir?
Eletrizante, tenso e impossível de largar, O Último Suspiro fará você correr para a última página.

28 de abril de 2024

{Resenha} Sob águas escuras

Hoje a resenha é sobre o livro "Sob águas escuras" de Robert Bryndza. 

Foto retirada de Arquivo Pessoal

E esse é o quarto da série e eu só posso dizer que o plot twist desse livro me deixou muito chocada. 

A Detetive Inspetora Chefe Erika Foster está tentando localizar uma mala com narcóticos em um lago artificial nos arredores de Londres, só que além da mala, eles localizam um corpo junto. Erika fica chocada quando descobrem que o corpo localizado na verdade são os restos mortais de Jessica Collins, uma garotinha de 7 anos que desapareceu próximo a sua casa, há 26 anos. 

E nessa busca de encontrar quem desapareceu com Jessica, Erika se vê em uma sinuca de bico, pois por ter sido um caso de muita repercussão na época, muitas pessoas tem medo de mexer nele. A Detetive Inspetora Chefe Amanda Baker não se conformou com o fracasso de não ter solucionado o caso na época e se aposentou cedo. 

Além disso, Erika está tentando se dar uma chance para outros homens, o que já é um avanço, porque eu não aguentava mais a auto comiseração dela. O Detetive Inspetor Perterson está investindo demais na nossa protagonista, espero que ela dê uma chance para ele, porque eu torço para que ela pare de falar no falecido marido. 

O caso de Jessica retorna em um momento que Erika recebe sua irmã em casa, então tudo se torna mais complicado. Ao tentar solucionar o caso de Jessica, Erika acaba se encontrando em um emaranhado de coisas sinistras que faz com que ela quase perder a vida. Outra coisa que me deixa muito pensativa nesse livro é a relação da família de Jessica. Uma mãe fanática religiosa que já nas primeiras páginas se apresenta bem descompensada, um pai que já refez a sua vida e casou de novo, uma irmã mais velha que também não quer lidar muito com essa perda e um irmão que é assumidamente gay, mas que não é aceito pela mãe. Olha, essa é uma daquelas famílias que iremos ficar com o cabelo em pé, só por essas questões. 

Esse livro fará você vibrar e ao mesmo tempo torcer muito para a nossa Detetive. Eu adoro também que os personagens secundários são fundamentais para que a história tenha um bom desenvolvimento. 

A única coisa que me deixa encucada é a questão do autor sempre voltar a história da morte do marido da Erika. Sabemos que a leitura pode ser sem seguir uma ordem, mas isso cansa demais, visto que queremos que ela siga em frente. Estou tentando não sentir raiva da Detetive, mas toda a vez que ela se pega se menosprezando ou achando que não pode seguir, dá vontade de entrar no livro e dar uns tapas nela rs. 

Esse caso tem um reviravolta impressionante. E depois de 26 anos, será que a nossa Detetive conseguirá solucionar mais esse caso? Isso vocês só saberão se lerem o livro completo. E eu recomendo demais a leitura da série. Eu estou amando cada página. 

Onde ComprarAmazon

Título: Sob águas escuras
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Páginas: 320

Sinopse“Puxado pelo peso das correntes, o corpo afundou rapidamente.
Ela descansou ali, quieta e serena… durante muitos anos.”
Quando a Detetive Erika Foster vasculha, com sua equipe, um lago artificial nos arredores de Londres em busca de uma valiosa pista de um caso de narcóticos, ela encontra muito mais do que eles estavam procurando.
Do fundo do lago são recuperados dois pacotes: um deles contém 4 milhões de libras em heroína. O outro… o esqueleto de uma criança.
Os restos mortais são de Jessica Collins, uma garota desaparecida há 26 anos e que foi a principal manchete de todos os noticiários da época.
Erika, então, precisa revirar o passado e desenterrar os traumas da família Collins para descobrir mais sobre o trabalho de Amanda Baker, a detetive original do caso – uma mulher torturada pelo seu fracasso na busca por Jessica.
Muitos mistérios envolvem esse crime, e alguém que não quer que o caso seja resolvido fará de tudo para impedir que Erika Foster descubra a verdade.
O autor de A Garota No Gelo e Uma Sombra Na Escuridão nos presenteia com outra eletrizante aventura da Detetive Erika Foster.

21 de abril de 2024

{Resenha} Sangue Frio

Hoje a resenha é sobre o livro "Sangue frio" de Robert Bryndza.

Foto retirada de Arquivo Pessoal

Eu estou viciada nas aventuras dramáticas da nossa Detetive Inspetora Chefe Erika Foster. Esse é o quinto livro da série, mas vou falar para vocês que nem percebi que estava lendo fora da sequência, na verdade eu já estava louca para ler os outros a qualquer custo. 

Aqui já temos duas resenhas para vocês matarem a curiosidade e vamos a terceira. 

Quando um corpo é localizado no Tâmisa dentro de uma mala grande de viagem, Erika fica chocada com a brutalidade da morte e ao achar um segundo corpo com as mesmas características, ela entende que se trata do mesmo assassino. 

A medida que mais informações começam a aparecer, Erika vai precisar de uma equipe maior para lidar com os fatos. Moss, a sua companheira de outras aventuras é escalada para trabalhar com Erika e as duas juntas vão conseguir desvendar muitas outras coisas. E nesse livro, vamos observar a falta de Peterson. Ele é um ponto de amor e ódio na vida da nossa protagonista. 

Além disso, Erika ainda mantém uma relação bem ruim com os seus superiores e, apesar de estar em outra delegacia, mantém contato com Paul Marsh, que anda apresentando muitos problemas em sua vida pessoal, e Erika pode se tornar outro. 

Além disso, não podemos esquecer dos assassinos, que de forma brilhante passam por Londres deixando um rastro de destruição e dor. Agindo de forma perversa, eles não medirão esforços para aterrorizar a vida de algumas pessoas em Londres, será uma caça insana para tentar prender os culpados. Até a Erika vai sofrer uma apunhada nas costas de um colega que se dizia amigo. 

Nesse livro temos muitas questões, a nossa detetive corre alguns riscos, há uma mistura de briga e paixões. Há muito suspense e além disso, muita ação. A única questão é que a nossa Detetive precisa urgentemente lidar com a perda do marido, sério, eu não aguento ela chorando pelos cantos. Entendo que o luto é doloroso, mas uma terapia já ajudaria nisso. 

Não tem como não gostar dessa série, sério! O Robert escreve de uma forma tão fluída e clara, que quando a gente vê já está nas últimas páginas com um misto de sentimento, querendo ler o próximo. 

Eu li fora de ordem por engano e eu até gostei viu. Se vocês quiserem ler também não tem problema, porque na realidade não precisa ser na sequência e eu acho isso ótimo. Então, estão esperando o que para começarem a ler esse livro? Vocês não irão se arrepender.

 Onde ComprarAmazon

Título: Sangue Frio
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Páginas: 320

SinopseQuando uma mala contendo o corpo desmembrado de um homem aparece às margens do rio Tâmisa, a Detetive Erika Foster fica chocada. Por mais que ela tenha trabalhado em alguns casos terríveis, ela nunca tinha visto algo assim.
Erika e sua equipe começam a investigação, e ela descobre que há uma ligação com outra vítima: duas semanas antes, o corpo de uma jovem havia sido encontrado em uma mala idêntica àquela. Ao que tudo indica, eles estão seguindo o rastro de um serial killer.
O caso se torna ainda mais delicado à medida que a contagem de corpos aumenta. Correndo contra o tempo, Erika está prestes a fazer uma descoberta perturbadora.
Brilhante e emocionante, Sangue frio vai prendê-lo desde a primeira página e vai fazê-lo segurar a respiração até o fim.
/

© Copyright 2017 - Embarcando na Leitura. Todos os direitos reservados