15 de abril de 2018

{Resenha} Os homens explicam tudo para mim

Hoje a resenha é sobre o livro "Os homens explicam tudo para mim" de Rebecca Solnit.


Eu comprei esse livro por já ter ouvido muito sobre a Rebecca e simplesmente não me decepcionei. 

Jornalista, ativista feminista e autora premiada, Rebecca faz um compilado de vários ensaios, principalmente voltados para o feminismo e ainda a violência contra a mulher de várias formas. No primeiro capítulo do livro, ela relata o fato de um homem indicar o seu livro para ela, não sabendo que Rebecca era a autora, querendo explicar a ela sobre um fato que ela já havia até escrito e dessa maneira a autora nos coloca sobre essa questão do homem querer nos ensinar, não nos deixar falar, tentar sempre ter a razão dos fatos, mesmo as vezes, não sabendo nem muito sobre o assunto, daí surgiu a expressão "mansplaining" (explicação masculina). 

Os 9 ensaios foram realizados entre 2008 e 2014 e podemos identificar que a falta de credibilidade com que as mulheres são tratadas não é somente para tentar silenciar a nossa voz nessa nossa sociedade patriarcal, que muitas vezes culminam na própria violência contra a mulher, tão frequentes em manchetes de jornais, mas também por se acharem sempre na razão dos fatos. 
"...A violência é uma maneira de silenciar as pessoas, de negar-lhes a voz e a credibilidade, de afirmar que o direito de alguém de controlar vale mais do que o direito delas de existir, de viver."
Ao longo da leitura, Rebecca aponta casos de abusos, violência e até mesmo estupros que as mulheres foram silenciadas e que os seus abusadores continuaram por aí, soltos e livres de qualquer acusação, muitas vezes deixando essa mulher "malvista" na sociedade. E é por aí que podemos tentar analisar um pouco como a nossa sociedade ainda nos impõe padrões e como a vítima ainda é vista como culpada. Interessante pensar que esses ensaios foram finalizados há 4 anos e ainda hoje podemos lembrar de diversas situações em que a mulher é tida como a manipuladora, mentirosa e até mesmo culpada por ter sofrido a violência. 


Ainda assim, a autora vê muitos avanços principalmente na cultura de estupro e no quanto nós evoluímos como sociedade. Ainda precisamos avançar muito mais, mas nada de pessimismo. Acreditar que através da nossa fala, da nossa voz, do que acreditamos podemos mudar aos poucos essa sociedade é um passo a frente. 
"Tecer a teia e não ficar presa nela, criar o mundo, criar sua própria vida, governar seu destino, dar nome à sua avó assim como ao seu pai, desenhar redes e não apensa linhas retas, ser alguém que faz, não só alguém que limpa, poder cantar e não ser silenciada, tirar o véu e aparecer: é tudo isso que eu penduro no meu varal."

O livro é rápido de ler, uma leitura que aborda dados importantes e que nos faz refletir sobre todos eles, a escrita é clara e objetiva, então está esperando o que para embarcar nesse mundo.

Eu amei o livro, amei a autora e quero já ler todos os livros que ela tem publicado aqui no Brasil. 


Título: Os homens explicam tudo para mim
Autor: Rebecca Solnit
Editora: Cultrix
Páginas: 208
Sinopse: Em seu ensaio icônico “Os Homens Explicam Tudo para Mim”, Rebecca Solnit foca seu olhar inquisitivo no tema dos direitos da mulher começando por nos contar um episódio cômico: um homem passou uma festa inteira falando de um livro que “ela deveria ler”, sem lhe dar chance de dizer que, na verdade, ela era a autora. A partir dessa situação, Rebecca vai debater o termo mansplaining, o fenômeno machista de homens assumirem que, independente do assunto, eles possuem mais conhecimento sobre o tema do que as mulheres, insistindo na explicação, quando muitas vezes a mulher tem mais domínio do que o próprio homem. Por meio dos seus melhores textos feministas, ensaios irônicos, indignados, poéticos e irrequietos, as diferentes manifestações de violência contra a mulher, que vão desde silenciamento à agressão física, violência e morte. Os Homens Explicam Tudo para Mim é uma exploração corajosa e incisiva de problemas que uma cultura patriarcal não reconhece, necessariamente, como problemas. Com graça e energia, e numa prosa belíssima e provocativa, Rebecca Solnit demonstra que é tanto uma figura fundamental do movimento feminista atual como uma pensadora radical e generosa


Nenhum comentário:

Postar um comentário

/

© Copyright 2017 - Embarcando na Leitura. Todos os direitos reservados