Hoje a Resenha é sobre o livro "Exorcismo" de Thomas B. Allen.

Eu li esse livro justamente para o mês do Outubro, pensando na comemoração do Mês do Terror.  E confesso que esse livro me surpreendeu.


Thomas trás a narrativa do exorcismo que aconteceu a um adolescente de 14 anos que acaba sendo possuído em St Louis em 1949. Thomas como um bom jornalista, acaba indo atrás de fatos sobre esse exorcismo e como ele aconteceu. Através de sua pesquisa chegou até um dos padres que participou do processo de exorcismo do menino Robert (Robbie) e conseguiu o diário do padre sobre os momentos.

Interessante citar que William Blatty, que escreveu O Exorcista (Resenha Aqui) não teve acesso a esse material e mesmo assim, seu romance foi uma junção de fatos que ele conseguiu buscar de vários casos famosos e para época foi um sucesso e ainda o é até hoje e mesmo tendo conseguido contato com os padres envolvidos, não obteve a mesma sorte. 

A edição da DarkSide Books trás um relato detalhado de tudo que o autor pesquisou e ainda o diário do padre contando dia-a-dia do exorcismo do adolescente. O que achei mais interessante é que Thomas não coloca seu ponto de vista, ele é extremamente imparcial e cabe a nós leitor interpretar se realmente aconteceu ou não. 

O livro gira em torno de Robbie, que após brincar com o tabuleiro Ouija, acaba sendo possuído pelo diabo ou um espírito menos evoluído. A luta do menino para sair disso e o sofrimento da família é vivenciado no livro. E posso garantir para vocês que é uma leitura intensa. 

As cenas descritas se tornam bem vividas na nossa mente e o medo pode fazer parte dos seus dias no decorrer da leitura. 
Vale ressaltar que tiveram momentos do livro que tive bastante medo. Porém o medo é muito relativo para cada pessoa, em um dia de leitura tive até pesadelo, mas pode ser que não seja pelo livro ou sim, vai saber. 

O fato é que a leitura é muito boa, saber que aconteceu de fato (ou não) e que hoje esse menino está nesse mundão é o mais interessante para mim, gosto de livros que nos faz ter momentos de muitas reflexões e esse foi um deles. 

Foto retirada do Arquivo Pessoal
Se você tem medo de uma sombrinha ou é bem impressionável aconselho a ler o livro durante o dia e com bastante gente, mas se você quer experimentar uma leitura diferente que vai além das coisas que não estamos habituados, essa é a leitura perfeita. 
Eu adorei a leitura e a indico de olhos fechados, mas venha despido de preconceitos e bora aproveitar o fim do mês do terror e embarcar nessa leitura. 


Livro: Exorcismo
Autor: Thomas B. Allen
Editora: DarkSide Books
Páginas: 254
Sinopse: Se a ficção consegue ser tão assustadora, imagine o poder contido na história real? Muitos não sabem, mas a obra-prima de W. Peter Blatty, O Exorcista, não se trata de uma invenção. Ela foi inspirada num fenômeno ainda mais sombrio, desses que a ciência não consegue explicar: um exorcismo de verdade.
A história real aconteceu em 1949, e você pode conhecê-la — se tiver coragem! — no livro EXORCISMO, do jornalista Thomas B. Allen, lançamento da DarkSide Books em 2016. Exorcismo narra em detalhes os fatos que aconteceram com Robert Mannheim, um jovem norte-americano de 14 anos que gostava de brincar com sua tábua ouija, presente que ganhou de uma tia que achava ser possível se comunicar com os mortos.
Thomas B. Allen contou com uma santa contribuição para a pesquisa do seu trabalho. Ele teve acesso ao diário de um padre jesuíta que auxiliou o exorcista Bowdern. Como resultado, seu livro é considerado o mais completo relato de um exorcismo pela Igreja Católica desde a Idade Média. Os investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren definiram a obra de Thomas B. Allen como “um documento fascinante e imparcial sobre a lluta diária entre o bem e o mal”.






2 Comentários

  1. O que eu temo com essas histórias extremas. Estou no final com medo, mas eu gosto de terror ou suspense histórias e filmes exorcismos. Recentemente, vi The Vatican Tapes não geralmente pensam que é liberado em queda livre bater a cada clichês imagináveis em uma história de horror. De tudo isso, o mais interessante é uma cena em que ela cospe três ovos que representam a Santíssima Trindade. Poderíamos dizer que há material para contar uma história interessante, mas certamente com intenções não é suficiente. "Exorcistas No Vaticano" poderia ter tido melhor destino se o tom geral do filme era crua e cheia de deboche.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não assisti ao filme Sofia, o livro é bem interessante. Acredito que valha a pena ler.

      Excluir