13 de julho de 2017

{Resenha} Portões de Fogo

Hoje a resenha é sobre o livro "Portões de Fogo" de Steven Pressfield

Quando recebi o livro da Editora Contexto fiquei bem empolgada para ler esse livro, visto que retrata a história da Batalha de Termópilas, ocorrida no ano 480 a.C, entre gregos e persas. O livro faz parte do Selo Marco Polo e é lançado para trazer romances históricos para amantes desse tipo de literatura. 
Portões de Fogo
Um livro que retrata a história de Leônidas e os 300 de Esparta, nos faz refletir muito até os dias atuais. Uma narrativa que vai além de reis e mocinhos, homens que deram suas vidas no campo de batalha. 

O livro traz a história de Xerxes, o grande Rei da Persa que tenta invadir com seus 2 milhões de homens às Termópilas ou Portões de Fogo, como eram conhecidas. Porém, o rei de Esparta, o guerreiro Leônidas acredita que a união da Grécia pode fazer com que eles consigam derrota-los. Entretanto, Leônidas sabe que precisaria esperar uma autorização para conseguir mais homens e sabe que eles não tem muito tempo até essa invasão, então resolve marchar com seus trezentos guerreiros, que faziam parte da sua guarda pessoal,  de Esparta - a maior cidade-estado da Grécia antiga - em um esforço de resistência. 


O livro é um romance histórico, que retrata a cultura grega e ao mesmo tempo traz a história e a trajetória dos soldados, escravos e seu treinamento até chegar a batalha final. 

Narrado por alguns personagens principais, o autor de uma forma simples e clara nos conta como é o treinamento desses soldados, desde crianças até a fase adulta, a preparação para o confronto, as vestimentas e até o modo como eles enxergavam a batalha. O medo, a solidão, e o desejo de vitória também é trazido na narrativa e nos faz questionar o modo como esses soldados eram forçados a fazer algumas coisas e sofriam por isso e ao mesmo tempo, o quanto eles queriam ser lembrados por sua bravura!

Uma narrativa interessante no texto é sobre as mulheres desses guerreiros, que mesmo sabendo que seus maridos iriam para Guerra, não se deixavam esmorecer e permaneciam fortes ao lado deles. Em uma época em que nascer mulher era um sacrifício e até mesmo uma "prova" (não que hoje não seja também), as mulheres do livro se mostram empoderadas e a frente do seu tempo, por isso gostei bastante dessas narrativas. 

Eu gostei bastante da leitura, não é uma leitura simples, mas ainda assim é uma leitura que te prende e te faz querer continuar para saber o que irá acontecer no final. E o final, minha gente, é surpreendente e arrebatador. Fiquei um tempo tentando discernir e digerir o final. E esse livro me deixou até de ressaca literária, acho que não soube lidar com a leitura rs.

Eu só digo uma coisa para vocês: Leiam!

*Livro cedido pela Editora

Título: Portões de Fogo
Autor: Steven Pressfield
Editora: Contexto
Páginas: 432
Sinopse: O rei Xerxes comanda 2 milhões de homens do império persa para invadir e escravizar a Grécia. Em uma ação desesperada, uma pequena tropa de 300 espartanos segue para o desfiladeiro das Termópilas para impedir o avanço inimigo. Eles conseguiram conter, durante sete dias, dois milhões de homens, até que, com suas armas estraçalhadas, arruinadas na matança, lutaram “com mãos vazias e dentes” até finalmente serem mortos. A narrativa envolvente de Steven Pressfield recria a épica batalha de Termópilas, unindo com habilidade História e ficção.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

/

© Copyright 2017 - Embarcando na Leitura. Todos os direitos reservados