20 de dezembro de 2017

{Resenha} Salem

Hoje a Resenha é sobre o livro "Salem" de Stephen King.

Eu falei para vocês que estou em um projeto de leitura dos livros do King, não é? Pois bem, esse foi o segundo livro lido e discutido do projeto e confesso que estou tão embasbacada da leitura quanto nos outros livros. 

Salem conta a história de Jerusalém's Lot, uma cidade que virou fantasma da noite para o dia.
Um menino e um homem viajaram ao redor dos Estados Unidos, mas nunca esqueceram o que viveram nessa cidade e nos contam, através de flashbacks, o que aconteceu para a transformar desse jeito. 

A história gira em torno de Ben Mears, um escritor famoso que resolve retornar a cidade onde cresceu por se deparar com um medo de infância. Ben, resolve exorcizar seus medos, principalmente ligado a mansão Marsten, local onde um homem se suicidou de uma forma brutal.   

O escritor esperava que ao voltar a cidade, poderia além de escrever um livro sobre a casa e a cidade, também acabar com o medo que o rondava toda a vez que ele colocava a cabeça no travesseiro. A ideia de Ben era alugar a casa Marsten e acabar com aquele pavor, só que ao chegar à cidade, acaba conhecendo Susan Norton, e descobre que a casa foi comprada por um estrangeiro que além disso abrirá uma loja de antiguidades próximo ao local onde é a casa.
A casa pode ter chamado outro homem maligno - disse ele simplesmente. 
A história começa a ganhar corpo quando um criança some inesperadamente e alguns eventos começam a aparecer, principalmente a noite, em uma cidade, considerada pacata para a época e local. Pessoas ficam fracas e passam a ficar doentes da noite para o dia, corpos somem e muitas outras situações que deixam Ben, Mark Petrie e outros personagens um tanto desconfiados e ao mesmo tempo apavorados com toda essa movimentação em uma cidade tão pequena. 

Quando comecei a ler, confesso que não imaginava que a história se tratava de vampiros, e só posso dizer que esse foi um dos livros do King que mais me deram medo. Eu o lia a noite e ficava imaginando alguém tentando abrir a minha janela, sei que pode ser maluquice, mas fiquei um tanto apavorada. 

O King de uma forma brilhante nos faz viajar nos personagens e apesar do que acontece a cada um, o que achei uma pena, porque adorei todos, ao mesmo tempo, nos deixa intrigados de como uma história, para nós hoje um tanto clichê possa trazer uma riqueza de detalhes tanto na escrita quanto no desenvolvimento e crescimento de cada personagem. 

O início é um pouco arrastado, visto que o King gosta de explicar os personagens, na verdade é chatinho mesmo rs. E se me perguntar se eu lembro o que li nas primeiras páginas, não saberei te responder, mas não desista, porque o fim vai te ganhar assim como me ganhou. 
Que o ser seja o final de parecer. O único rei é o do sorvete. 
O king nos faz refletir também como sempre em temas simples como a religiosidade e como podemos ter a nossa fé abalada por coisas pequenas. O fim de alguns personagens me deixaram um pouco mal, não mereciam mesmo, mas não consigo enxergar um fim diferente. O medo está em cada página do livro e não tem como você, de vez em quando, levar um sustinho. Eu quase morri em algumas partes, mas o fim é muito bom, então vale muito a leitura.

Então vem embarcar nessa história e mantenha sempre as janelas bem fechadas. 


Título: Salem
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 464
Sinopse: Ambientado na cidadezinha de Jerusalem's Lot, na Nova Inglaterra, o romance conta a história de três forasteiros. Ben Mears, um escritor que viveu alguns anos na cidade quando criança e está disposto a acertar contas com o próprio passado; Mark Petrie, um menino obcecado por monstros e filmes de terror; e o Senhor Barlow, uma figura misteriosa que decide abrir uma loja na cidade.
Após a chegada desses forasteiros, fatos inexplicáveis vêm perturbar a rotina provinciana de Jerusalem's Lot: uma criança é encontrada morta; habitantes começam a desaparecer sem deixar vestígios ou sucumbem a uma estranha doença. A morte passa a envolver a pequena cidade com seu toque maléfico e Ben e Mark são obrigados a escolher o único caminho que resta aos sobreviventes da praga: fugir.
Mas isso não será tão simples, os destinos de Ben, Mark, Barlow e Jerusalem's Lot estão agora para sempre interligados. E é chegada a hora do inevitável acerto de contas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

/

© Copyright 2017 - Embarcando na Leitura. Todos os direitos reservados