21 de abril de 2019

{Resenha} Filosofia do Cotidiano

Hoje a resenha é sobre o livro "Filosofia do Cotidiano, um pequeno tratado sobre questões menores"de Luiz Felipe Pondé.


Confesso que quando vi o lançamento desse livro, fiquei bem empolgada. Não conhecia nada do autor e a leitura foi interessante para isso. 

Pondé traz algumas questões e reflexões do cotidiano que ele faz de uma forma descontraída e clara acerca de diversos assuntos do dia-a-dia que nos faz pensar e agir de um modo imposto pela sociedade, amigos, família.

O livro é dividido em vinte e cinco capítulos nos quais, o autor, não tem medo ou receio de expor sua opinião e aquilo que não é conveniente para os outros, de um modo geral. Em alguns momentos, há uma forma meio sátira e outros um humor mais ácido. 

Para os amantes da filosofia e de reflexões, é um livro no qual podemos questionar muitas coisas, concordar e discordar sem medo e ainda assim pensar, analisar e criticar, inclusive as nossas ações e condutas. 
"Eis o segredo dos sites de relacionamento: o fora é on-line, não carrega a violência da vida off-line"
Uma parte que achei bem interessante foi a forma como ele fala dos aplicativos de relacionamento. O ponto principal é vislumbrar uma sociedade que está cansada de ir atras das coisas, e isso implica relacionar-se. Porque, assim como Pondé fala, é muito mais difícil você levar um fora ao vivo do que não receber o like naquela foto que você tirou em algum momento da sua vida. 

Em algumas partes do livro, fiquei bem incomodada com as colocações do autor. Confesso que em dado momento questionei a leitura, porém é importante entender os pontos nos quais ele traz uma certa polêmica e como fazer disso uma análise, partindo do ponto de que cada um acredita. 

Eu acho a leitura interessante e uma forma de entendermos mais essas questões menores que não conseguimos sequer parar para refletir, no nosso dia-a-dia. 

Vem embarcar na leitura. 


Título: Filosofia do Cotidiano - um pequeno tratado sobre questões menores
Autor: Luiz Felipe Pondé
Editora: Contexto
Páginas: 128
Sinopse: “Filosofar nunca foi sobre deixar você feliz. É que andam mentindo muito por aí. Filosofar está mais ligado ao despertar do sonambulismo. Essa é minha proposta nesta conversa com você.”
“Quem tem medo de sofrer é incapaz de desejar.”
“A obsessão pela felicidade faz de você um chato. Como escapar dessa armadilha? Escolher o fracasso? Não precisa, ele te achará. Viver sem fórmulas é o desafio.”
“Uma certa dose de banalidade na vida é indício de alguma saúde mental, só gente doente e chata quer ser absolutamente relevante em tudo que faz.”
***
“O cotidiano nem sempre é tomado apenas por questões profundas. E nem só delas vive o homem, mas também de banalidades. Muitas vezes, ele é tomado por questões ‘menores’, e é a elas que nos dedicaremos aqui. O cotidiano tenderá a ser mais pobre no futuro. Mais entediante e previsível. Refletiremos sobre pequenas questões neste livro.” - Luiz Felipe Pondé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

/

© Copyright 2017 - Embarcando na Leitura. Todos os direitos reservados